Em São Paulo, KARD compensa pouco repertório com muito carisma e português treinado

kard-sao-paulo

Sem álbum ou até mesmo um debut oficial, algo muito importante para artistas sul-coreanos, o grupo KARD confirmou sua imensa popularidade ao redor do mundo ao esgotar em questão de minutos os 5.000 ingressos para suas duas apresentações em São Paulo, sendo uma delas no mesmo dia e horário em que Ariana Grande se apresentava na cidade.

Com apenas três músicas lançadas até o momento, o showcase de mais ou menos uma hora e meia foi complementado por duas interações com a platéia, vídeos do ensaio da banda para se apresentar em nosso país e alguns covers, por volta de 5 no total.

Em uma pequena dose da dedicação do quarteto com o seu público, que até eles mesmo não esperavam conquistar em tão pouco tempo, um cover de ‘Sim ou Não’, hit de Anitta e Maluma, entrou na tracklist.

Com toda a letra na ponta da língua e uma pronuncia que ninguém pôde colocar defeito, o esforço de BM, Jiwoo, Somin e (meu bias) J.Seph em se conectar melhor com as 2.500 pessoas que os assistiram em cada noite deste fim de semana foi notável e reconhecido.

Vale lembrar que apesar do K-pop atrair um grande público no Brasil, a atenção que o KARD desperta entre os fãs do gênero é um caso especial e pouco visto. Alguns talvez pensem que qualquer artista da Coréia que venha ao nosso país consiga o mesmo feito, mas não é bem assim, visto que muitos grupos são trazidos apenas para participações em feiras ou sessão de autógrafos.

O último caso similar que tenho lembrança é o do BTS, que veio pela primeira vez a São Paulo em 2015 para um showcase no mesmo formato e retornou este ano com a The Wings Tour para duas apresentações esgotadas no Credicard Hall, arrastando um total de 17 mil pessoas.

Grupo de K-Pop com maior alcance mundial atualmente, ainda não é possível prever se o KARD irá conquistar o mesmo nível de popularidade que BTS detém hoje em dia, mas uma turnê sem debut que passou pelo Canadá, Estados Unidos, México e Brasil, além das datas já anunciadas na Holanda, Reino Unido, Itália e Espanha, é um bom indicativo do que poderá vir após o dia 19 de julho, a tão aguardada data em que o quarteto lançará o seu primeiro mini álbum e single na Coréia.

Duas perguntinhas básicas que talvez vocês tenham: sim, eles cantam ao vivo e sim, a coreográfia que se vê nos vídeos é apresentada identicamente no show, com exceção do bis em ‘Don’t Recall’, apresentada corretinha e em inglês na abertura e um pouco mais espontânea na versão coreana na hora em que eles retornam ao palco após se despedirem na primeira vez.

FICHA TÉCNICA – KARD THE WILD TOUR
Quando: 01 e 02 de julho
Local: Tropical Butantã, São Paulo/SP
Público Máximo Permitido: 2.500
Ingressos Vendidos: 2.500 (cada data)
Valores: de R$ 135 a R$ 320.