Album Review: Lea Michele – ‘Louder’

Lea Michele

Desde que o episodio piloto de Glee foi ao ar, e o sucesso de ‘Don’t Stop Believing’ refletiu diretamente nas tabelas da Billboard, parecia certo que em algum momento a protagonista da série teria seu próprio spotlight no mercado fonográfico.

A estreia solo de Lea Michele talvez tenha demorado um pouco pra acontecer, mas deixando um pouco de lado os acontecimentos que antecederam o lançamento do seu disco, ‘Louder’ certamente veio em um bom momento. Glee já não registra suas melhores audiências, os covers apresentados no programa já não figuram com tanta frequência entre os mais vendidos do iTunes e o público, por sua vez, já reconhece com facilidade o nome da atriz que dá vida à Rachel Berry. Em outra palavras, quem tiver interesse no álbum, será mais pelo mérito da própria Lea.

Contando com um time de produtores e compositores de grande porte, a primeira conclusão que se tira do ‘Louder’ ao ouvi-lo a primeira vez é que ao invés de algo inovador, Michele estava mais preocupada em entregar um trabalho que tivesse a sua cara. Dividir estúdio com Sia, Stargate e Benny Blanco é uma oportunidade para poucos. Muitas pessoas certamente aceitariam caladas o que eles oferecessem, mas é notável que cada canção da tracklist foi escolhida a dedo por Lea.

Pelas primeiras criticas que o material recebeu, dá pra notar que ele não será lembrado pela a admiração dos especialistas, mas se você se permitir a ouvi-lo, certamente irá lembra-lo como “o álbum da Lea” – independente do que isso signifique para você.

Além do pop fácil, e sempre bem vindo, de canções como ‘Don’t Let Go’ e ‘Louder’, é possível encontrar letras bem elaboradas como ‘Burn With You’, onde temos Michele cantando “But I don’t want to go to heaven, if you’re going to hell, I will burn with you“. Composta por Christina Perri, ‘Empty Handed’ é outro grande destaque e desde já torcemos para que seja single.

Por fim, é válido lembrar que antes de julgar um disco, é necessário saber quem é o artista que está a sua frente e o que se pode esperar a partir dele. Ser surpreendido é ótimo, mas ouvir algo que soa sincero não deixa de ser uma experiencia válida também. Nenhuma faixa do álbum parece ter sido colocada por insistência da Columbia Records. Lea também não parece estar disposta a provar alguma coisa. Colocado ao lado de outros lançamentos do mercado pop, ‘Louder’ realmente não traz algo que o faça brilhar, mas as pessoas que o fizeram parecem estar bem satisfeitas com o resultado final. Isso talvez seja o suficiente.