Metacritic lista os piores álbuns de 2016 na avaliação da crítica

piores albuns 2016

Nem só de melhores do ano vivem as listas de dezembro.

Na última semana de 2016 e sem possibilidade de novos lançamentos a serem calculados ainda neste ano, o site Metacritic divulgou a lista dos álbuns com as piores avaliações da crítica ao longo dos últimos 12 meses.

Para o cálculo, o site utilizou os dados recolhidos ao longo de todo o ano, não sendo o caso de uma votação para “eleger o pior”. Dito isso, o não-tão-honroso primeiro lugar ficou com Charlie Puth e o seu álbum de estreia ‘Nine Track Mind’, lançado em 29 de janeiro.

Além de ter obtido a pior média na avaliação da crítica, o disco de Charlie é o único lançamento de 2016 a registrar uma nota vermelha, ou seja, abaixo de 40, o que se considera “majoritariamente negativo”.

Vale lembrar que o Metacritic contabiliza principalmente a opinião dos veículos americanos, então não é como se Charlie tivesse literalmente lançado o pior álbum do mundo em 2016 – ainda assim, não é um posição muito confortável.

Confira abaixo o restante da lista:

1. Charlie Puth – Nine Track Mind (37)
2. Various Artists – Star Wars: Headspace (48)
3. Richard Ashcroft – These People (51)
4. Bloc Party – Hymns (55)
5. Die Antwoord – Mount Ninji and Da Nice Time Kid (55)
6. MSTRKRFT – Operator (55)
7. Fitz & the Tantrums – Fitz and the Tantrums (56)
8. Wiz Khalifa – Khalifa (56)
9. Benji Hughes – Songs in the Key of Animals (57)
10. Neil Young – Peace Trail (57)
11. Thom Sonny Green – High Anxiety (57)
12. Kula Shaker – K 2.0 (58)
13. Choir of Young Believers – Grasque (59)
14. Jake Bugg – On My One (59)
15. Macklemore & Ryan Lewis – This Unruly Mess I’ve Made (59)
16. Kaiser Chiefs – Stay Together (59)
17. Robbie Williams – Heavy Entertainment Show (59)
18. Simple Minds – Simple Minds Acoustic (59)
19. Mr. Oizo – All Wet (59)
20. Travis – Everything at Once (60)
21. Catfish & the Bottlemen – The Ride (60)
22. Meghan Trainor – Thank You (60)
23. Deadmau5 – W:/2016ALBUM/ (60)

Todos os demais álbuns listados pelo Metacritic obtiveram notas iguais ou superiores a 61, o que os classifica como “majoritariamente positivo” ou “aclamação universal”, para casos acima de 81.